sexta-feira, 15 de maio de 2009

O CIRCO


Circo, arena de figuras geométricas.
Retas, trapézios e círculos que convidam:
Desafie a morte, arrisque.
Círculo também no nariz do palhaço
Malabaristas brincam com as circunferências
A arena repete a mesma figura, maior
Cercado pela arquibancada de retas e triângulos
Tudo circundado por um polígono de lonas
Atenção!
A função vai começar,
Isso não é uma aula de geometria
Podem sorrir, é o circo trazendo alegria.

2 comentários:

  1. ADOREI, MUITO LEGAL MESMO, A POESIA ESTAMPA O INTERIOR DO POETA,


    LEANDRO-SP

    ResponderExcluir